06 maio 2016

Conversa com um Executor da Lei.


Certo dia eu estava em um terreiro e ouvia um irmão reclamar que estava passando por um momento de “turbulências” em sua vida. Nada dava certo, perdera o emprego, uma doença o acometera o relacionamento com sua esposa estava cada vez pior. Ele reclamava e reclamava quando notei a aproximação de um guardião próximo a ele e pude observar a conversa. Esse irmão médium também notou a aproximação e tomou a iniciativa de começar a conversa:

 - Salve Senhor Guardião!

 - Salve moço, está reclamando de que ai? 

- Sabe seu Guardião, minha vida anda bem complicada, cheia de problemas. 

- Você ainda não viu problema de verdade moço.

 - Não vi? Perdi meu emprego, estou doente, brigo todo dia com minha esposa. O senhor não está vendo?

 - Estou sim... Sou eu que estou lhe aplicando um corretivo.

 - O Senhor? Como assim? O que eu fiz para ser castigado? 

- Você não sabe moço? 

- Não, não sei. Eu sempre faço tudo direitinho.

 - Ha, ha, ha... - – Soltou uma longa gargalhada e falou: - Moço, pare de se lamentar e preste atenção em sua vida, em seus atos, suas palavras, sentimentos e em tudo que você faz. Se eu estou atuando em sua vida dessa forma é porque pela Lei estou amparado, pois sou um Executor da Lei Maior e, se estou amparado, é porque você merece o castigo. 

- Mereço o castigo? - Moço, como você reage ao sucesso de seus colegas de trabalho. - Ex-colegas, o Senhor quis dizer, não é? Agora não tenho nem um emprego.

 - Sim, moço, ex-colegas. - Bem... 

– Ficou ele pensativo e o Guardião continuou: - Sentia inveja deles, praguejava e quando tinha oportunidade fazia fofocas e prejudicava-os, correto?

 - Está certo Guardião, eu agia assim mesmo. – Reconheceu o médium. 

- Mesmo depois de todos os seus guias lhe avisarem, correto? 

- Sim Senhor. – respondeu abaixando a cabeça. 

- Moço, quando alguém erra sem conhecimento, sem saber que está errando, a Lei Maior dá um jeitinho de avisá-lo, mas quando esse alguém depois de tiver sido avisado continua errando, ai a Lei Maior executa a sentença determinada pela Justiça Divina.

- Entendo Senhor. 

- Esse é um exemplo dos erros que você vem cometendo mesmo após ser avisado e que por isso e por mais algumas coisas está passando por essa pequena execução da Lei Maior.

- O que devo fazer para me livrar dessa execução Guardião?

- Primeiro, parar de se lamentar e começar a aprender com tudo isso que está acontecendo. Comece a mudar seu íntimo e a corrigir seus atos. Desta forma, terá sua sentença amenizada ou suspensa de acordo com seu esforço e merecimento. - Está bem Guardião, vou me esforçar para parar de reclamar e mudar isso tudo. 

- Tudo aquilo que você fizer de correto e que representar uma mudança positiva em sua vida, será contado como ponto positivo e, por mim, essa ação será amparada e utilizada para amenizar sua sentença. Mas tudo aquilo que você fizer que representar um ponto negativo, por mim também será anotado para pesar em sua balança e você responderá por ele.

 - Obrigado Senhor Guardião por me instruir e permitir corrigir meus erros!

 - Agradeça ao Pai Maior, moço! É Ele quem permite a todos o aprendizado e a evolução. Salve moço! 

- Salve, Senhor Guardião! 

Eu, que acompanhava a conversa toda fiz a mesma coisa, agradeci ao Pai Maior pela oportunidade de participar de tão grande lição. Salve os Senhores Executores da Lei Maior que nos permitem aprender com as adversidades da vida.

 Por: André G Santos 



Arquivo em formado PDF, para você ler em seu computador, tablet ou smart phone.
FAÇA PARTE DESSA CORRENTE - LEIA O LIVRO MEMÓRIAS DE UM PRETO VELHO

Um comentário: