29 setembro 2014

Apresentação.


Nota do autor.

Caros leitores, apresento a todos o livro Memórias de um Preto Velho, uma obra de inestimável valor que conta a história de Pai Bento, um espírito amigo que trabalha com muito amor nos terreiros de Umbanda espalhados por todo o mundo. 

Como escritor e como Umbandista, me sinto extremamente honrado por ter sido escolhido como instrumento para escrever e divulgar essa obra em que Pai Bento, através dos próprios exemplos, tanto nos ensina sobre a vida e seus caminhos, ora povoados por indizíveis atrocidades, ora banhados pelo perdão que regenera, através do trabalho intenso dos obreiros do amor, que pela bondade divina jamais nos abandonam.

Memórias de um Preto Velho está disponível tanto em formato impresso quanto em ebook.  É um livro produzido de forma totalmente independente, mas garanto que tomei todos os cuidados necessários para que chegasse até o leitor com a mesma qualidade que é aplicada a um livro patrocinado por uma grande editora. 

Agora convido a todos a lerem logo abaixo, o primeiro capítulo dessa obra, que disponibilizei integralmente a título de degustação. 

Comentários sempre são muito bem vindos e não esqueçam de curtir nossa página no facebook para colaborar com a divulgação desse trabalho.

João Greco.

Sinopse

Pertencente a fidalguia portuguesa, Rodolfo Almeida de Alcântara Vaz e Braga, não tinha muitos limites. Nascido em 1506, nos tempos de D. Manoel I, o Venturoso, já em sua adolescência mostrou seu gosto pela vida desregrada, era um amante da boêmia. Seu segundo amor eram os navios, e foi através de um deles, que resolveu seguir por rumos obscuros, que provocaram a ele grande sofrimento. 

Ajudado por uma tribo indígena, conheceu seu grande amigo e mentor, padre Pedro, um franzino jesuíta que muito o ajudaria daquele momento em diante. Sendo vitimado por suas próprias escolhas, muito teve que caminhar, aprendendo a cada passo, lições valiosas que o fizeram mudar sua faixa vibratória. 

Desses tempos remotos, aos tempos do velho Bento, o escravo da fazenda Cruzeiro do Sul, muitos anos se passaram, mas ele entendeu, de seu jeito, os motivos que o conduziram até lá. 

Uma história forte, mas com uma linda e revigorante mensagem de vitória e superação, é reservada ao leitor dessa fascinante obra.

0 comentários:

Postar um comentário